domingo, 30 de dezembro de 2012

Pedofilia: Causas, danos e possíveis soluções


  A pedofilia é um assunto bastante discutido na sociedade contemporânea. De acordo com a OMS (Organização Mundial da Saúde) , a pedofilia é definida como uma doença, distúrbio psicológico e desvio sexual. Vale mencionar que, em 25% dos casos, o pedófilo foi uma criança molestada e seu perfil está relacionado a pessoas ligadas à criança ou ao adolescente.
   A pedofilia aumentou através da internet e é alimentada de várias formas.  De um lado, estão as pessoas que produzem, vendem ou disponibilizam gratuitamente as imagens de sexo envolvendo crianças; e de outro, estão aqueles internautas que consomem esse material. Outra forma é a prostituição através do tráfico de pessoas para fins de exploração.
   O abuso sexual de menores gera danos na estrutura e nas funções do cérebro da criança molestada, incluindo aquelas que desempenham papel importante na memória e nas emoções. Cabe aos pais ficarem de "olhos abertos" aos hábitos dos filhos, procurando saber os contatos que estabelecem nas redes sociais, saber com quem conversam e até mesmo estarem sempre olhando na tela o que fazem, afinal todo cuidado é pouco; já que os que praticam a pedofilia seduzem, muitas vezes, oferecendo companhia, convidado para passear, enfim, são inúmeras as formas para estabelecer a aproximação.
   Já o Governo Federal pode desenvolver programas e ações que promovam a defesa dos direitos humanos da criança e do adolescente. Uma importante iniciativa é o Disque 100 que, desde 2003, já registrou mais de 156 mil denúncias em todo o Brasil.
   Zelar pelas crianças e adolescentes, portanto, não se trata apenas de uma lei, mas sim de garantir seu direito a uma infância e adolescência feliz, base necessária para sua formação enquanto indivíduos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário